terça-feira, 16 de junho de 2015

Cheguem aqui à recepção para eu tirar uma dúvida … e olhem que é uma coisa séria e importante!

O pisca passou a ser um extra?

Gasta-se com o uso?

Estraga o beat da música?

Interfere com a “decoração” composta por luzes de néon, pintura personalizada e spoiler desportivo?

Não? Então, porque é que ninguém (ou quase ninguém) o usa?

Vamos lá “bêre” uma coisa! O pisca não ferra, não dá choques, está ali mesmo à mão … o seu uso frequente até deve contribuir para tonificar os bíceps! Não custa nada pôr o carro a “piscar o olho” e os restantes condutores agradecem a gentileza.

Vá lá, experimentem***!

 
Imagem retirada da Internet

*** Principalmente, quando entram naquelas “coisas” redondas (a puxar para o oval) chamadas de rotundas e para verem melhor a vista optam por circular só na faixa exterior …

36 comentários:

  1. nas rotundas muitas vezes temos que adivinhar o que o condutor da frente vai fazer, antes que corra mal --'

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que nem sempre a "telepatia" funciona. E quando ela falha, a parte da frente do nosso carro ganha um design novo! ;)

      Eliminar
  2. Pisca? O que é isso? Acho que o pensamento de muitos condutores é "ninguém tem nada a ver com o sítio para onde vou, metam-se na vossa vida!" ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... por uma questão de privacidade recusam-se a prestar informação. Muito bem visto! :)

      Eliminar
  3. Também me faz confusão quem não o usa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já passei a fase da confusão, agora só me interrogo "onde é que este comprou a carta de condução?" ... :)

      Eliminar
  4. Sabes que há malta que, na hora de escolher os extras do carrinho, pede para trocar os piscas pelo ar condicionado ;)
    Por isso é que ando sempre de vidros abertos, no verão :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahaha ... essa é a melhor explicação! :D

      Eliminar
  5. Ah, o que eu gosto deste tema!! Eu digo-te qual é o problema : é o cúmulo da preguiça!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o "pauzinho" do pisca está ali tão pertinho. É só esticar o dedo e já está! Oh pá, há mesmo gente que morre por não fazer nenhum! :P

      Eliminar
  6. Já me ri tantoooo :):):)
    Também costumo dizer que de certeza que agora é um extra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É extra e é um extra daqueles que custam os olhos da cara ... a avaliar pela quantidade de condutores que abdica dele! ;)

      Eliminar
  7. ai... opahhh... tinha um post agendado com uma foto tão gira, precisamente sobre este assunto :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Publica! Eu adoro rir e tenho um prazer especial em me rir destes "carroceiros" (à falta de melhor nome). :)

      Eliminar
  8. Pois...sei como é.

    Com o tempo vai-se esquecendo e adquirindo novos hábitos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas conduzir mal não devia ser um hábito! É um hábito assim um bocadinho chatinho para os outros condutores :)

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Ahahaha ... olha, dessa não me lembrei! São condutores com comportamentos "energeticamente responsáveis". ;)

      Eliminar
  10. É desesperante ver as pessoas fazerem sempre o mesmo. Depois queixam-se que há tantos acidentes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes geram-se situações, que nem a Maya seria capaz de adivinhar a mudança repentina de rota ... e aí é acidente na certa!

      Eliminar
  11. odeio isso... o meu pai é um desses, razao dele: os outros carros conseguem ver para onde vou com a inclinação do carro...
    sim pai... sim... lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi tantas vezes essa justificação! :)

      Eliminar
  12. Já ouvi dizer que há marcas que vão comercializar modelos low cost, sem piscas. loool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São os chamados caixões com rodas! ;) Aproveitem e tirem também os espelhos e os faróis ... aquilo para alguns condutores só estorva. :)

      Eliminar
  13. Quando vivi prós lados de Éle-Chicha, senti-me muito sozinho, nesse ritual de fazer o pisca. Mas eu sempre fui diferente. Abrando quando o semáforo fica amarelo, não páro em cima das passadeiras, etc, etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portanto, és um menino certinho, que não "pisa" nunca, mas mesmo nunca um traço contínuo ... pois deves ser, deves! :P

      Eliminar
    2. Na estrada, sou. E por isso, sou diferente, na mesma...

      Ser radical, é cumprir o Código neste país. Fraquinhos, são os outros...

      Eliminar
    3. Nisso concordo. Tentar cumprir o código neste país é uma aventura, mas custa-me acreditar que abrandes quando o semáforo fica amarelo ... não sei, mas isso é ser certinho demais e lá diz o ditado: "quando a esmola é grande, o pobre desconfia"! :)

      Eliminar
    4. Pois, sinceramente, não me parece que seja algo de "fantástico" para eu me gabar, por isso deve ser verdade ;)

      Eliminar
    5. Acho que devias colocar no currículo "respeito as regras do código no que toca aos amarelos". Pode não ser fantástico, mas raro é de certeza absoluta! ;)

      Eliminar
  14. Piscas? Isso fica perto de Lisboa ou mais para sul? :))) acho que está em vias e extinção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que é nas ilhas ... Espera! Afinal, não! Ainda existe um "casal" de piscas aqui no continente, nada está perdido, a descendência está assegurada ... ainda há esperança! ;)))

      Eliminar
  15. Muitos condutores devem de achar que piscas só no natal, enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns nem no Natal, aqui é para conservar e vender como novo! :)

      Eliminar
  16. Olha, nunca ouviste falar em telepatia? Francamente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... já ouvi falar, mas dizem que com frequência sofre interferências e quando isso acontece ... os carros "dão um beijinho". Acho que não quero experimentar, passo! :)

      Eliminar