quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Vamos deitar as moedas fora?

Ando com uma dúvida existencial sobre os meus colegas de trabalho. Será que todos sofrem de bicos de papagaio? Gostam todos de deixar gorjeta? Têm a memória de curto prazo “danificada”? Não sabem fazer contas de cabeça? Ou são apenas muito simpáticos?
 
Hoje coloquei 1€ na vending machine, era suposto receber 20 cêntimos de troco, mas na realidade, retirei 70 cêntimos em moedas de 5, 10 e 20 cêntimos.
 
E não é a primeira vez! Já avisei, já brinquei com o assunto e nada. Como resposta já tive o famoso “5 cêntimos, oh isso não vale nada” e “as moedas pesam na carteira”.
 
Eu não me importo, quer dizer, quem olha para o meu porta-moedas parece que ando a assaltar caixas de esmolas, mas tirando isso, não me importo mesmo nada. De 5 em 5 cêntimos, uma pessoa vai-se governando … e os produtos na vending machine ficam consideravelmente mais baratos.
 
É uma espécie de época de saldos (permanente) no local de trabalho.  



Vamos deitar as moedas fora? A pergunta pode parecer estranha, mas é isso que andamos a fazer sempre que por esquecimento ou falta de vontade não retiramos o troco da máquina.

Imagem retirada da Internet

5 comentários:

  1. Bem bom! Há dias, aconteceu-me o mesmo. É como dizes: "época de saldos"! É pena não encontrar isso sempre, como tu... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu passo a vida a encontrar. Hoje foram mais 40 cêntimos :)

      Eliminar
  2. Essa é idêntica à pergunta "mas tu baixas te para apanhar 1 cêntimo!?"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A pergunta aplica-se nos casos do Bill Gates ou do Mark Zuckerberg, que “perdem dinheiro” ao pararem para apanhar a moeda. O meu caso é ligeiramente diferente, porque nunca perco, mas quase sempre ganho. Esta semana foram 2,50€ (não contes a ninguém!) :)

      Eliminar