sábado, 17 de janeiro de 2015

O Jogo da Imitação

O filme é ele próprio um jogo. Um puzzle estruturado por Morten Tyldum sobre o misterioso Alan Turing. Por entre recuos e avanços no tempo, vamos percebendo o carácter e a genialidade de Turing interpretado por Benedict Cumberbatch, que é perfeito para o papel.

Numa luta constante entre a genialidade dos homens e a inteligência artificial de uma máquina, o filme relata alguns dos segredos por detrás da Segunda Guerra Mundial (mas também toma algumas liberdades criativas) e como uma equipa improvável, dirigida por um matemático anti-social, conseguiu trabalhar em conjunto e decifrar o código que mudaria o rumo da História. E como o filme repete tantas vezes “às vezes, as pessoas que menos esperamos podem fazer as coisas mais inacreditáveis”, neste caso a anormalidade de Turing não só mudou o rumo da História Mundial, como mudou a nossa actualidade.

Derrotado nos Globos de Ouro pode ser que tenha sorte nos Óscares. O filme encontra-se nomeado nas categorias: melhor filme, melhor realizador, melhor actor, melhor actriz secundária, melhor argumento adaptado e melhor cenografia. 


2 comentários:

  1. Gosto desse género de filmes, vou tomar nota.
    Kis :>}

    ResponderEliminar
  2. Quero ver.


    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar