quarta-feira, 13 de maio de 2015

É só para informar que eu gosto de escrever com os Cs e os Ps todos.

Se pelo título não chegaram à conclusão de que se trata de um post sobre o AO … meus meninos e minhas meninas, vossemecês têm uma mente muito maliciosa! Mas vamos ao que interessa. A partir de hoje, as novas regras do acordo ortográfico passam a ser obrigatórias em todo o lado ... em todo lado, menos aqui no “estaminé”.
 
E porquê? Porque eu gosto que o “pára tudo!” não se confunda com o “para tudo!”, principalmente em questões importantes como … a culinária. Imaginem duas pessoas a trocarem uma receita e uma pergunta (por sms) “esta quantidade de sumo de limão é para a massa ou é para o glacé” e a outra responde um “para tudo!” a fim de evitar o descalabro, mas a primeira percebe um “para tudo!” do género “vamos espremer limão como se não houvesse amanhã para cima de tudo”. Acreditem em mim, o bolinho fica mais azedo do que uma pessoa com mau humor!
 
Outro pormenorzinho que me irrita é o pêlo, que ao perder o “chapeuzinho” (as pessoas normais chamam-lhe acento circunflexo), obrigou as esteticistas deste país a “remodelar” o palavreado do “menu de tortura” (também conhecido por preçário de serviços prestados) e transformou os centros de estética “Não+pêlo” e “Sem pêlo” … nomes em português “antigo” como as farmácias com Ph.
 
 

20 comentários:

  1. Subscrevo este teu movimento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... as consoantes, os hífens, os acentos gráficos e as maiúsculas que foram forçadas a saírem de cena agradecem o apoio. :)

      Eliminar
  2. Uma questão de hábito, mas acredito que dificilmente algum dia irei usar na totalidade o novo acordo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Profissionalmente tenho que escrever de acordo com AO, mas felizmente o computador avisa-me das alterações, caso contrário tinha que acrescentar uma nota de rodapé do género: "a autora escreveu esta carta ao abrigo do novo e do antigo AO" ;)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Estou a ver que não sou a única a embirra com o AO :)

      Eliminar
  4. Acrescenta-lhe ainda o esquecer uns "s" e tal e coisa...
    Plim!, sou eu.

    Vá, eu escrevo com vírgulas a mais - reflexo freudiano de um emprego passado :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também sofro desse mal ... "como" os "s" e uma vez por outra os artigos ;)

      Eliminar
  5. miga Nina o AO é um tipo de material usado na especialidade cirúrgica de Ortopedia e serve para fixar os ossinhos quando eles se fragmentam...essa cousa dos Cs e dos assentos e hifens e coisa e tal é irrelevante para a Maria, bêlá tue queu inté falo cumos antrepassados aqui do aurto minho, cumprendes? Craro que cumprendes mas é mais erro menos erro quim tressa isso...
    Olha bou cumere ali aurguma cousa que mabriste o apetite...

    Beijinho selvagem sem AO que nessas coisas não faz falta nenhuma desde que haja o acordo e o consenso das partes...toma lá ;)*****

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahaha ... não sabia que o AO também era "médico" ;) E por falar em apetite, eu fiquei logo a salivar com a primeira palavra do comentário ... miga, migas, migas de bacalhau à alentejana ... tão bom! ;)))

      Eliminar
  6. pois eu hoje ouvi nas notícias....
    e eu que também ainda escrevo da forma anterior!!!!
    já comecei a escrever hoje "faturas"
    não gosto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já somos duas! :) Também sou "obrigada" a escrever e a ler "faturas" e na primeira vez, que li, o meu cérebro processou a palavra como farturas ... e ainda dizem que não somos animais de hábitos! :)

      Eliminar
  7. Eu ainda acrescentaria algumas coisas ao AO. Adoro Hs mudos (agás mudos...ou Hagás mudos - o mesmo não se lê!).
    Exemplo: o verbo "poder" poder-se-ia passar a escrever "phoder"...atenção que o H é mudo.
    Eu sei, iria complicar, mas seria engracado!
    Lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nahhh .... sou completamente contra palavrões encapotados. :D Se é para dizer, é para dizer com todas as letras. Quando não é possível, há sempre a versão de mandar alguém “Poder com F” ...

      Eliminar
  8. No que toca a pelos ou pêlos, temos ainda a célebre contribuição do Catroga, que transformou "pentelhos" em "pintelhos". ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahaha ... mais um neologismo para a língua portuguesa, mas continuo a preferir os do Eça e do Saramago ;)

      Eliminar
  9. Ninguém me verá a escrever faturas que só em lembram farturas sem erre
    De fato nunca irei mas de facto receção nunca pois se eé recepção
    Kis:>)

    E pelo'pelo e para para shite lara isto
    Kis :>)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o "facto" não perdeu o "c", mas não tenho a certeza, qualquer das formas em algumas palavras é uma confusão e o AO não dignifica em nada a língua portuguesa.

      Eliminar
  10. Junto-me a este movimento, odeio o AO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a maioria das pessoas nutre o mesmo sentimento pelo (pouco) querido AO! :)

      Eliminar