quarta-feira, 29 de julho de 2015

Será este o elixir da longevidade?!?!?!?

O mundo feminino divide-se entre quem lê isto e diz “sem dúvida, ela tem razão!” e as que dizem “nem tanto ao mar nem tanto à terra … dá jeito ter alguém que aqueça os pés à noite” [sempre gostei das mulheres, que encaram os homens como botijas de água quente … a sério, vocês são as maiores!].

Imagem retirada da Internet
Mas o mundo feminino dividiu-se e esqueceu-se de mim. É que eu leio a notícia e tenho vontade de comentar: Têm a certeza que é essa a razão? Olhem, que a mulher vive na Escócia, o frio conserva … o whisky também!!!

Esclareçam-me lá! Concordam? Será este o elixir da longevidade?

20 comentários:

  1. Não sei...mas agora que penso no assunto, conheço uma senhora toda fresca com 95 anos e, curiosamente, diz que o motivo para estar assim é não ter aturado homens...por essa lógica de ideias e visto que (ainda) estou solteira, será que irei viver tanto? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que se fosse verdade às freiras em clausura em imortais! ;)

      Eliminar
    2. São freiras... Ninguém conhece suas vidas. Mas a de Fátima viveu muitos anos. E depois, algumas tornaram-se freias depois de conhecer o "pecado original". Outras ainda o podem conhecer, há sempre excepções.

      Eu acredito que é verdade. Basta olhar à volta e ser honesto. Ainda é um mundo muito machista e desigual. Na geração destas mulheres então, nem se fala! É claro, sem dúvida alguma, que não ter de aturar um homem é um elixir.

      PS: também conheci uma senhora idosa muito lúcida, inteligente, sábia, com cultura, saudável, dona das suas capacidades físicas e motoras, que nunca conheceu homem ou teve de os "aturar". Exemplos que fazem pensar...

      Eliminar
  2. Ahaha, é uma boa teoria, mas eu concordo mais com as hipóteses que tu levantaste ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu estou convencida que é do whisky, aquelas papas devem levar whisky, em vez de leitinho ;)

      Eliminar
  3. Não sei como é lá Escócia mas por aqui evitar os homens não é tarefa fácil! São lindos os nossos machos latinos:-P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahaha ... nisso tens toda a razão. E ela viveu até aos 109 a evitar o "produto" escocês, o nosso nacional é de outra qualidade! :)

      Eliminar
  4. Ai eu concordo. Desde que me casei ( ainda não fez um ano, atenção ), já ganhei mais 50 cabelos brancos. Não há quem resista :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê pelo lado positivo, ela evito os homens, mas mesmo assim não conseguiu evitar ficar com o cabelo branco! Acho que não compensa ... ;)

      Eliminar
  5. Com 109 anos, já nem a moca de Santo Hilário vai provar. eheh

    ResponderEliminar
  6. Bom, se tomarmos em conta as arrelias que poderíamos ter... mas quem é que pensa que vai para uma relação para ter arrelias?
    É do whisky!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho. O whisky ou o frio é que devem ser os responsáveis! :)

      Eliminar
  7. Eu não tenho dúvida nenhuma que é esse o segredo! Ai, ai... palpita-me que não vou durar muito :((((

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vais, vais! O amor dos teus Homens rejuvenesce! :)

      Eliminar
  8. Sempre ouvi dizer que o "vinha d'alhos" conserva. Neste caso será o Whisky d'alhos?? :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahaha ... eu apostava nessa hipótese! ;)

      Eliminar
  9. Que poupa cabelos brancos pouca mas daí a dar longevidade já não sei...

    ResponderEliminar
  10. Meu caro,
    uma reportagem portuguesa, não recordo de que canal televisivo, revelou uma figura com opinião semelhante. E o mais fascinante é que ela era uma idosa fascinante. Diferente para melhor. E mais fascinante ainda, é que ela deu exemplos de amigas - porque tinha muitas, que a procuravam para "desabafar problemas de casamento". Falou que todas foram traídas e viviam se sentindo miseráveis. Fascinante é subitamente perceber que ela é bem capaz de ter razão! Oh, se tem. Ah, e cá em portugal faz frio, tem wisky mas segundo a idosa, o ter-se tornado independente cedo e não ter de obedecer a nenhum homem - pai ou marido, ajudou-a a ter uma mente receptiva. Aliás, ela tinha a mente esclarecida de meter inveja a muita experiente mulher casada.

    ResponderEliminar