segunda-feira, 6 de abril de 2015

"Bora" lá abanar o esqueleto!

Se te dissesse isto, sei que irias rir e acrescentar: “Pronto, foi desta. Passou-se. Achas que tenho a tua idade?”. E para responder a verdade, às vezes acho. Acho que os trinta anos, hoje (e ao longo dos próximos 45 dias) trinta e um, que nos separam no tempo não são nada. Nunca fizeram a diferença ou tão pouco foram um entrave. São apenas um número. Um pequeno número, que habilmente adoro ignorar.
 
Ignoro, quando do nada pego em ti e danço pela casa fora.
 
Ignoro, quando te “ataco” com beijos, abraços e mimos e te faço cair no sofá.
 
Ignoro, quando os outros pensam que somos irmãs e eu “gozo o prato”, enquanto tu tentas repor a verdade.
 
Ignoro, quando te ouço a dizer “mata” e eu acrescento sem pensar duas vezes “esfola, põe a secar e amanhã usámos”.
 
Ignoro, pura e simplesmente, porque são mais as semelhanças e os gostos que partilhamos, do que as diferenças.
 
Por isso, hoje não escapas! Que se lixe os trinta e um anos e aquela “coisa” chata que se chama matur(idade). Hoje é o teu aniversário! “Bora” lá mexer esse esqueleto!
 
Parabéns, Mamãe … e como um bom vintage que és, estás cada vez melhor!

12 comentários:

  1. Concordo com aquela parte em que dizem que a idade é psicológica. Concordo mas só enquanto o "abanar do esqueleto" não começa a interferir com as articulações mutiladas por uma coisa que se chama "filho da puta do reumático".
    Por isso, muitos parabéns e divirtam-se, mas não te esqueças de numerar os ossinhos todos, não se vá a "Mamãe" desconjuntar e depois, ao montar, metes-lhe uma falangeta no lugar dum calcanhar. ahahahah

    Parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahaha ... ao contrário da vitrine do IKEA, a minha Mamãe ficou com as pecinhas todas no sítio e o reumático quando me vê até tira folga (escusado será dizer que esta foi a forma que arranjei de responder sem usar as palavras “montar” e “Mãe” na mesma frase … e acabei de estragar o “esforço”).

      Obrigada, O Bobo da Corte! E a minha Mãe fartou-se de rir com o teu comentário. :)

      Eliminar
  2. Mamães são as maiores!

    E viva tu que sabes muito bem comparar tua mamãe ao melhor tipo de vinho do Porto: o Vintage! :D

    Beijinhos às 2,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se é para comparar ... só se compara com o melhor! ;)

      Obrigada, m-M! Beijinhos :)

      Eliminar
  3. A idade é uma questão cronológica muito relativa*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida ... a idade é apenas um número! :)

      Eliminar
  4. A idade não interessa nada, o que interessa são as coisas boas que partilham. Beijocas às duas

    ResponderEliminar
  5. Concordo com o que dizes! :) Bora lá abanar esse esqueleto! A idade é relativa! O importante é ser feliz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade e hoje foi um dia fantástico! Que venham muitos mais! :)

      Eliminar
  6. Parabéns atrasados e que tudo tenha corrido pelo melhor =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Jovem $0nhador@. Correu tudo lindamente! :)

      Eliminar