sexta-feira, 17 de abril de 2015

Se tivesse um buraco … enfiava-me já!

Já passei por varias situações em que as palavras “estranho” e “caricato” ou a combinação gira do “só a ti” dificilmente descreveriam correctamente o que realmente tinha acontecido. E esta é só mais um. Ora leiam e atentem à minha trenguice e capacidade de meter a “pata na poça”:
Eu: Olá! Há muito tempo que não a via. Está tudo bem com o seu marido?

- Com o meu marido? O meu marido está lá em cima.

Eu: Ah! Fez muito bem. Foi tomar um cafezinho com o Dr. X?

- Não. O meu marido está lá em cima.

Eu: … lá em cima …

- Sim. Lá em cima. No céu. O meu marido morreu.

O queixo caiu-me ao chão e a vergonha atacou com toda a força. E acho que consegui bater dois recordes de Guinness: mulher que mais rapidamente passou de branca a vermelha (e vice-versa) e mulher que conseguiu repetir mais vezes “desculpe” por segundo.

Agora vou só ali buscar a pá para escavar o buraco, onde me vou esconder durante as próximas horas …

Imagem retirada da Internet

30 comentários:

  1. Ehehehhe, desculpa, mas tem piada! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Visto a esta "distância", eu também acho caricato, mas na altura morri de vergonha.

      Eliminar
  2. Também quem é que diz lá em cima? Até pode estar lá em baixo....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, ela tem razão o dela deve estar mesmo lá em cima ... ela tem o verdadeiro feitiozinho de M., só por isso o marido merecia ser santo! ;)

      Eliminar
  3. Que situação.. Imagino como ficaste... Eu sou perita em situações destas. E ainda não aprendi a ficar calada :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que mesmo calada consigo fazer asneira! ;)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Agora consigo "ver" o caricato da situação, mas ... não quero voltar a ver a mulher (ainda não recuperei ) ;)

      Eliminar
  5. Eu tenho tendência para essas situações mas com pais...enfim!

    ResponderEliminar
  6. Mas ela também teve culpa. Com certeza que no dia do funeral o marido foi "lá para baixo". Só se inchou e levantou voo, como um balão. ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que ela não disse "lá para baixo" ... ainda lhe perguntava se o marido estava à espera dela! :)

      Eliminar
  7. Eu acho que também não ia atingir logo que o lá em cima era o céu. Somos optimistas! Ahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois daquela situação passou-me pela cabeça diversas "classificações" para a minha pessoa, mas ... optimista parece-me a melhor de todas ;)

      Eliminar
  8. ahahahahahahaha....Desculpa Nina mas foi mesmo muito engraçado!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anda uma pessoa a passar vergonhas destas e tu riste! ;)))

      Eliminar
  9. Ui, é complicado! Acontece aos melhores :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois ... aos melhores a "meterem a pata na poça" ;)

      Eliminar
  10. Acho que a senhora, tendo percebido que não sabias do ocorrido, poderia ter sido logo mais explícita! Que expressão... "Lá em cima"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, poder ela até podia, mas preferiu continuar com o "lá em cima", enquanto eu me enterrava a cada palavra que dizia.

      Eliminar
  11. Há por aí cada buraco Nina...não é difícil lá cair!
    Bjinho

    ResponderEliminar
  12. Acho que a Bata e Batom tem razão. A mulher podia ter sido mais explícita. Eu, provavelmente, também não teria entendido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando percebemos já é tarde demais e a asneira já está feita! :)

      Eliminar
  13. Isso é tão eu! Nem imaginas as situações em que já me coloquei, por ser tão alienada... :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É "vergonha" atrás de "vergonha" ... isto já deve ser defeito de fabrico! ;)

      Eliminar