quarta-feira, 8 de abril de 2015

Os nomes que nos chamam …

Há quem odeie, há quem adore e … há quem se tenha conformado com a ideia muito ou pouco criativa que os paizinhos ou padrinhos tiveram na hora de escrever o nome na certidão de nascimento.

Eu faço parte do último grupo. Durante anos tentaram-me convencer que era um nome bonito, raro e antigo [uma forma simpática de dizer, que só as pessoas com mais de 75 anos é que têm um nome igual ao meu]. Como nada resultava passaram para:

- “tens um nome de uma rainha de Portugal” [pois … bem me parecia que o meu nome cheirava a mofo].

- “até há uma música com o teu nome” [em abono da verdade é uma valente mer…, ninguém gosta de se apresentar e de seguida ter alguém com voz de giz a cantar a dita música].

- “agora estão na moda os nomes antigos, o teu nome até na telenovela aparece” [uma era a empregada maltratada pela patroa, a outra era uma detective pouco competente e a última … morreu ao fim de alguns episódios. É sem dúvida um nome promissor!].

Mas para quem acha que tem o pior nome à face da terra … acreditem que podiam ter um bem pior. Já imaginaram chamar para o almoço uma Salomite Ocridalina ou convidar para ir tomar um café uma Flamínia Adalgisa. Ou dizer “eu, Bibili Leoménia, aceito-te, Abdénago Hermitério como meu legítimo esposo …” é que dá logo vontade de ir para a lua-de-mel fazer dois ou três Abelâmios, Genésios ou Parcidios.

E o vosso é jeitosinho … ou nem por isso?


Imagem retirada da Internet
Imagem retirada da Internet



38 comentários:

  1. Cada vez que digo o meu para colocarem numa factura tenho de dizer letra vai letra
    Kis:>}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só tenho que repetir o meu duas (ao mais surdos, três) porque têm a tendência a tricar um "e" por um "a" ... enfim, "rebaptismos" diários ;)))

      Eliminar
  2. Eu confesso que não morro de amores pelo meu nome, mas não é dos piores ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu comparado ao dos balõezinhos é uma beleza! ;)

      Eliminar
  3. O meu não, não gosto mesmo. Se fosse simplesmente Maria já chegava, mas não, colocaram o outro a seguir, num francês aportuguesado e lá tive que me habituar a ele quando cheguei ao 1º ciclo. Até lá sempre fui tratada pelo diminutivo que quase nem tinha noção do meu nome verdadeiro!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também preferia ter um nome mais comum.
      O mais engraçado é que os responsáveis pelo meu nome, nunca me trataram por ele ... sempre me trataram por Nina (acho que foi uma pequena vingança, pelos pontapés que dei durante os 9 meses de gravidez e as noites mal dormidas) ;)))

      Eliminar
  4. Eu não gosto do meu nome, mas tenho de viver com ele.

    Chamas-te Amélia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que remédio temos! :)
      Quanto ao resto ... não confirmo, nem desminto ;)

      Eliminar
  5. Por acaso até gosto do meu, mas é muito normal e comum =)

    ResponderEliminar
  6. O meu é simples, curto e pouco grosso...Ana! Mas posso-te das exemplos de alguns nomes que me rodeiam: Cordolina; Gravelina Conceição e o melhor Maria da Purificação! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo! Cordolina e Gravelina ... isso sim é criatividade! :)))

      Eliminar
  7. o meu é muito banal. há quem me trate pelo primeiro, há quem me trate pelo segundo, eu gosto dos 2, há ainda quem me trate pela alcunha, essas sim, verdadeiras obras de arte criadas por amigos que ficam para sempre na memoria de todos. por aqui usam-se muito essas malditas. mas realmente existem nomes que não lembra a ninguém. beijinho

    Blog | Facebook | Twitter

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho muitos amigos que me tratam por alcunhas ... quase todas relacionadas com o meu verdadeiro nome e são claramente "obras" de criatividade e erudição ... descobri que o meu nome era bastante popular em livros, música e cinema, por causa deles. :)

      Eliminar
  8. Olá, D. Urraca! eheheheh
    O meu... é "Zé". Não é dos piores, mas como tenho dois nomes próprios, o segundo está incluído na lista dos nomes "impróprios" que só se metem aos filhos por vingança ou porque houve um tetravô (ou um treta avô???) que se chamava assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu é herança familiar. Na minha família há a tradição de juntar o nome das avós ... e podia ter sido bem pior. Podia ser Nonata + o meu nome ou se fosse rapaz seria Firmino José ou Firmino Antunes ... lindo! :P

      Eliminar
  9. Sempre ouvi dizer que o meu é nome de preto, mas até gosto. A combinação primeiro+segundo é que não gosto nada, porque detesto o segundo nome!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, esse comentário nunca ouvi, mas já me perguntaram se era brasileira. No Brasil, o meu nome é bastante comum. :)

      Eliminar
  10. Tenho dois nomes próprios. O primeiro é o nome de uma personagem de um livro que virou filme. Agora já é mais visto, mas mesmo assim existe quem não entenda o nome à primeira. O meu segundo nome é o feminino da estrela do futebol português. Escusado será dizer que também é raro acertarem no nome. Gosto dos dois nomes, mas em separado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, às vezes os nomes em separado seriam magníficos, mas a combinação é completamente fatal :)

      Eliminar
  11. Os meus pais brincam comigo que ainda pensaram em colocar-me o nome da minha tia-bisavó. Feverónia Andresa. (até fica com tracinhos vermelhos por baixo, de tão feio. LOL)
    Se assim fosse eu apresentava-me como Féfé! Ahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... a sério? Feverónia Andresa!!! É possível registar esse nome ... :))))

      Eliminar
  12. Gosto do meu primeiro nome, já a conjugação do primeiro com o segundo é o nome de uma antiga cantora, portuguesa que ficou famosa com uma canção... sui géneris e escusado será dizer que nessa fase passavam a vida a cantar-me essa canção. Felizmente já ninguém se lembra dela...
    Mas e tu? Nome de rainha parece-me bem :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música do meu nome é antiga, mas mesmo assim sou bombardeada com ela ... ninguém esquece o raio da música!!! :P
      É nome de rainha e de imperatriz, não fizeram por menos :)))

      Eliminar
  13. Fui cuscar os nomes das rainhas, à exceção de Mécia e Urraca, que são bastante invulgares e estranhos, todos os outros são nomes bonitos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. :) O meu é mais comum do que Mécia e Urraca ... credo, quem deu o nome a essas duas tinha já alguma coisa contra elas ... só pode. ;)))

      Eliminar
  14. São realmente nomes bastante invulgares!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo ... não sei quem se lembrou deles, mas ninguém merece ter um nome que quase parece um trava-línguas ;)

      Eliminar
  15. ahahahah... lembras-te de cada uma... o meu é raro, mas até não me posso queixar, agora o segundo é como o cu, todos têm, Cristina!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos têm e agora até tens uma revista com o teu nome, graças à Tininha da televisão ;)

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Olha, uma com sorte na "lotaria" dos nomes! :)

      Eliminar
  17. Gosto do meu, mas realmente passei tantos anos a ouvir que: coitada da senhora que tinha o meu nome: foi decapitada...pffffff

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... junta-te ao clube da malta com nome de rainha! ;)

      Eliminar
  18. Eu demorei anos a gostar dos meus 2 juntos... precisei de "ajuda" e tudo!
    Ironicamente, agora assinoos sempre juntos xD

    Vamos todos agradecer à minha irmã, que do alto dos seus 5 anos achou que era bonito eu ter o nome da "menina da novela".... e os meus pais aceitaram :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... os irmãos/irmãs são tramados(as)!

      Eliminar
  19. Para responder à tua pergunta: há uns espertinhos que gostam de cantar "Cristina, não vais levar a mal, mas beleza é fundamental!" E é este o hino ao meu nome.
    Argh!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahaha ... deixa estar que o meu hino é deprimente! :)

      Eliminar