sábado, 20 de dezembro de 2014

O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos

O fim chegou … e com este último filme fazemos o “addio, adieu, aufwiedersehen, goodbye” à Saga de Peter Jackson, à Terra Média e a Tolkien.

A aventura de Gandalf, 13 anões e um hobbit (Bilbo Baggings) em busca do tesouro de Dale chega ao fim com um confronto, que faz jus ao título do filme (“A Batalha dos Cinco Exércitos”).

Um epílogo muito esticadinho separa e une cinco exércitos em torno de um objectivo comum. Põe elfos e homens em confronto com os anões para fazer valer a palavra dada por Thorin Escudo de Carvalho (Richard Armitage). Une elfos, homens, anões e animais (o Beorn com as águias) contra os orcs com o objectivo de defender o Reino de Erebor. E pontua estes confrontos com pequenas histórias de amor, amizade, bravura, loucura, cegueira, lealdade e avidez.   

Como sempre temos um deleite visual com os diferentes seres criados por Tolkien, efeitos especiais e as belas panorâmicas da Nova Zelândia a ganharem vida no grande ecrã. A banda sonora de Howard Shore completa o quadro com a habitual mestria (por exemplo: “Shores Of The Long Lake” ou “Beyond Sorrow and Grief”).
 
Imagem retirada da Internet
 

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Aproveita e faz uma “maratona de despedida” :)

      Eliminar
  2. Epá, é uma vergonha, mas nunca consegui ver um desses filmes até ao fim. Adormeço sempre e, para ser franco, estou completamente por fora da história. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, são sempre filmes longos. Mas entre a trilogia dos Senhores do Anéis e esta, a primeira é melhor.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Acho que o Pai Natal ainda aceita pedidos … aproveita! ;)

      Eliminar